AVALIAÇÃO DA QUALIDADE POSICIONAL DE ORTOFOTOS GERADAS POR SISVANT COM DIFERENTES ALTURAS DE VOO PARA APLICAÇÕES CADASTRAIS / Positional Quality Evaluation of Orthophotos Generated by SISVANT with Different Flight Heights for Cadastral Applications

Francisco de Deus Fonseca Neto, Júlio César de Oliveira, Mosar Faria Botelho, Afonso de Paula dos Santos, Lécio Alves Nascimento, Alessandra Lopes Braga Fonseca

Resumo


A qualidade dos produtos cartográficos pode ser influenciada por diversos fatores. Particularmente, produtos gerados via SISVANTs (ortofotos, modelos digitais, etc.) podem ser degradados por fatores como: a qualidade e tipo de veículo aéreo, sensores (câmeras), altura de voo etc. Nesse sentido, o presente trabalho tem como objetivo avaliar a acurácia posicional planimétrica de ortofotos, derivadas de aerolevantamento efetuado por um SISVANT com diferentes alturas de voo, a partir do método de feições lineares (Buffer Duplo) e do tradicional método por pontos, ambos referenciados ao Decreto-lei n° 89.817 / ET-CQDG. Para a altura de voo de 80 m, através do método tradicional por pontos obteve se acurácia posicional planimétrica para as ortofotos como Classe B na escala 1: 1.000, enquanto que pelo método de feições lineares as ortofotos foram classificadas como Classe A na escala 1: 1.000. No caso da escala 1: 2.000 as ortofotos foram melhor classificadas utilizando ambos os métodos, obtendo Classe A. Desta forma, pode-se afirmar que as ortofotos consideradas representam uma possibilidade consistente para a determinação de bases cartográficas, com acurácia compatível com as escalas supracitadas para fins de aplicações cadastrais, atendendo a diversas finalidades descritas na NBR 14.166.

Texto completo:

PDF


Revista da Sociedade Brasileira de Cartografia, Geodésia, Fotogrametria e Sensoriamento Remoto - SBC | Copyright © 2010 | Todos os direitos reservados