ANÁLISE DE PADRÕES E DE ANOMALIAS DE DRENAGEM DA PORÇÃO MÉDIA DA BACIA DO RIO TIBAGI (PR) / Analysis of patterns and drainage faults in the middle portion of the Tibagi river basin (PR)

Idjarrury Gomes Firmino, Edvard Elias de Souza Filho

Resumo


A porção média da bacia do rio Tibagi está localizada entre os municípios de Tibagi (PR) e Telêmaco Borba (PR). A região compreende a borda planáltica da Bacia Sedimentar do Paraná e é o local por onde se projeta parte do eixo do Arco de Ponta Grossa. O objetivo principal desta pesquisa é a análise dos tipos de padrões e a identificação de anomalias de drenagem e de seus significados. A análise da rede de drenagem desta área permitiu identificar um predomínio de 68% do padrão treliça e subtipos, o que sugere que os rios possuem um forte controle estrutural por parte das falhas da Zona de Falha Curitiba-Maringá, alinhadas no sentido NW-SE e um sistema secundário de falhas e juntas no sentido NE-SW. A baixa sinuosidade para rios de primeira e segunda ordem, a angularidade média da rede de canais (maioria 90º), o predomínio de lineações e a tropia bidirecional também são fortes indicativos deste tipo de controle. A densidade de drenagem maior para as vertentes dos canais principais sugere um aprofundamento das vertentes em um processo de ascensão. As anomalias de drenagem identificadas (inflexões, alinhamentos, curvas fluviais comprimidas, planícies e terraços assimétricos) estão relacionadas ao cruzamento de segmentos retilíneos e aos diques de diabásio. A análise da rede e de suas propriedades também permitiu setorizar áreas com controles distintos, como no reverso da escarpa, onde predomina o controle da atitude das camadas da Formação Furnas e da reentrância do Arco de Ponta Grossa.


Palavras-chave


Arco de Ponta Grossa; Zona de Falha Curitiba-Maringá; neotectônica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20502/rbg.v18i1.1144

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Revista Brasileira de Geomorfogia ­ RBG (Rev. Bras. Geomorf. ­ Online ­ ISSN: 2236­5664) | Copyright © 2010 | Todos os direitos reservados