Caracterização hidrológica e geomorfológica dos afluentes da Bacia do Rio Araguaia

Samia Aquino, Edgardo Manuel Latrubesse, Edvard Elias de Souza Filho

Resumo


O conhecimento do comportamento hidrológico e geomorfológico da bacia do Araguaia têm avançado significativamente nos últimos anos. Porém, dados essenciais para o entendimento do sistema e para o planejamento de recursos hídricos, como são as estimativas de aportes líquidos anuais dos tributários não foram obtidos. Neste artigo se organizou uma regionalização baseada na geologia e geomorfologia dominantes das bacias dos afuentes, se caracterizou o funcionamento hidrológico geral dos mesmos e com as 11 estações dos tributários disponíveis para toda a bacia se calculou uma curva de correlação entre as variáveis área de drenagem e vazão. Devido à falta de estações fluviométricas no baixo curso dos afluentes, se estimaram os aportes líquidos médios anuais dos mesmos por meio da utilização de área de drenagem na foz dos tributários. Foram calculados posteriormente, os aportes correspondentes para a alta, média e baixa bacia. Estes valores estimados da curva foram confrontados com os dados existentes nas principais estações hidrológicas localizadas no canal principal do Araguaia (9 estações). O Alto curso tem uma representatividade de 10,4% do fluxo da bacia. O médio Araguaia contribui com 77,5% da descarga total e o baixo Araguaia contribui com 12,06% da vazão da bacia. A respeito da entrada por margens, os afluentes da margem esquerda contribuem com 179.363,88 km

2 e uma vazÃo média anual de 2.785,13 m3/s enquanto os da margem direita aportam 3.223,28 m3/s de vazão média anual drenando uma totalidade de 204.635,56 km2.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20502/rbg.v10i1.116

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Geomorfogia ­ RBG (Rev. Bras. Geomorf. ­ Online ­ ISSN: 2236­5664) | Copyright © 2010 | Todos os direitos reservados