DISTRIBUIÇÃO E TRANSPORTE DE SEDIMENTOS COSTEIROS. EXEMPLOS EM ARRAIAL DO CABO, RJ / Distribution and Transport of Coastal Sediments. Examples in Arraial do Cabo, Brazil

Paula Motta, Laura Netto, Eduarda Bastos, Thiago Pereira, Eduardo Bulhões

Resumo


O trabalho discute temas relacionados à distribuição de sedimentos costeiros, parâmetros granulométricos e modelos bidimensionais de transporte de sedimentos. Parte-se da hipótese de que a disposição dos materiais na superfície de fundo das enseadas permite o diagnóstico de processos associados à hidrodinâmica marinha e sua participação no controle do transporte e distribuição dos sedimentos costeiros. O objetivo central é então caracterizar a textura superficial do depósito costeiro e apresentar correlações entre os parâmetros estatísticos que permitam o diagnóstico de processos relacionados à distribuição e ao transporte dos sedimentos no sistema praia-antepraia. Como área de pesquisa, foram selecionadas três enseadas no município de Arraial do Cabo (RJ). As etapas metodológicas partiram da definição de uma malha amostral, coleta de 96 amostras de sedimentos em profundidades entre 1 e 23 metros, seguido por análises granulométricas em laboratório, determinação de parâmetros estatísticos e cálculo do modelo de tendências de transporte de sedimentos (GSTA). Os resultados apontam a ocorrência majoritária de areias finas (41,6%) e médias (17,7%) moderadamente bem selecionadas como o principal depósito nas enseadas, no entanto, além dos depósitos palimpsestos, núcleos de deposição de areias grossas (14,6%) e muito grossas (8,3%) e, por outro lado, areias muito finas (5,2%) e siltes (6,2%) também foram identificados e discutidos à luz de sua significância ambiental. Quanto ao modelo de transporte, o melhor ajuste (65%) foi feito com o padrão FB, que indica sedimentos mais finos e mais bem selecionados na direção do transporte. Conclui-se que os depósitos palimpsestos são responsáveis pelo abastecimento da praia emersa e que os esforços de interpretação dos parâmetros estatísticos e a geração de resultados de transporte de sedimentos a partir de modelos não hidrodinâmicos geram informações úteis, dentre outras, para o diagnóstico de erosão costeira, para a temática ambiental, para calibrar modelos hidrodinâmicos de transporte de sedimentos e para a determinação de processos governantes da agitação oceânica em praias e suas resultantes morfossedimentares.


Palavras-chave


análise granulométrica; depósitos costeiros; praias de enseada;

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20502/rbg.v19i2.1277

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Revista Brasileira de Geomorfogia ­ RBG (Rev. Bras. Geomorf. ­ Online ­ ISSN: 2236­5664) | Copyright © 2010 | Todos os direitos reservados