GEOMORFOLOGIA E SEDIMENTOLOGIA GLACIAL APLICADAS NA RECONSTRUÇÃO DA EVOLUÇÃO DO AMBIENTE DE DEGLACIAÇÃO DA GELEIRA WANDA, ILHA REI GEORGE, ANTÁRTICA

Kátia Kellem Rosa, Rosemary Vieira, Francisco Ferrando Acuna, Jefferson Cardia Simões

Resumo


Este artigo apresenta resultados das atividades de campo realizadas durante o OPERANTAR XXVI, no verão de 2007/2008, ao longo da área de deglaciação da geleira Wanda, ilha Rei George, Antártica. A geleira tem apresentado retração glacial nas últimas décadas, resultando num ambiente sedimentar, com a exposição de várias geoformas e depósitos. Esses registros geomorfológicos são úteis para a reconstrução da evolução deste ambiente de deglaciação. Os dados foram obtidos através da análise em laboratório dos sedimentos coletados em campo e posterior fotointerpretação de fotos aéreas (2003) na escala de 1:50.000, fornecidas pelo SHOA/SAF (

Servicio Hidrográfico y Oceanográfico de la Armada de Chile/ Servicio Aéreo Fotogramétrico), juntamente com a análise de imagens de satélites SPOT de diferentes anos. Os resultados mostram distintas fases de deglaciação para a geleira Wanda com uma aceleração de sua retração e perda de espessura nas últimas décadas. Registros sedimentares também indicam que a geleira possui regime termal basal úmido.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20502/rbg.v11i1.140

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Geomorfogia ­ RBG (Rev. Bras. Geomorf. ­ Online ­ ISSN: 2236­5664) | Copyright © 2010 | Todos os direitos reservados