NASCENTES ANTROPOGÊNICAS: PROCESSOS TECNOGÊNICOS E HIDROGEOMORFOLÓGICOS

Miguel Fernandes Felippe, Antônio Pereira Magalhães Junior, Henrique Pesciotti, Lilian Coeli

Resumo


Nascentes de cursos d’água são sistemas ambientais em que a água emerge naturalmente do meio subterrâneo integrando a rede de drenagem superficial. Porém, no Tecnógeno, as intervenções humanas podem criar condições necessárias para a exfiltração da água onde originalmente isso não ocorreria. Se essa nova zona de descarga se conecta com a rede de drenagem via fluxos superficiais, ela pode ser considerada uma nascente de acordo com os conceitos acadêmicos mais aceitos. Entretanto, por sua origem ter sido induzida pelos seres humanos, esta deve ser considerada uma nascente antropogênica. Esse trabalho aborda conceitualmente as nascentes antropogênicas baseado em trabalhos de campo realizados no espaço metropolitano de Belo Horizonte-MG, explorando suas características principais. Além disso, são evidenciadas as diferenças entre a influência humana sobre as nascentes e a antropogenia desses sistemas, identificando os processos antrópicos que podem originar nascentes e discutindo as possíveis conseqüências dessas intervenções. Por fim, seis casos ilustrativos são apresentados, demonstrando como as nascentes antropogênicas podem ser formadas e suas conseqüências para a dinâmica hidrogeomorfológica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20502/rbg.v14i4.210

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Geomorfogia ­ RBG (Rev. Bras. Geomorf. ­ Online ­ ISSN: 2236­5664) | Copyright © 2010 | Todos os direitos reservados