INTERFERÊNCIA DO USO DA TERRA NAS INUNDAÇÕES DA ÁREA URBANA DO CÓRREGO DA SERVIDÃO, RIO CLARO (SP)

Isabel Cristina Moraes, Fabiano Tomazini Conceição, Cenira Maria L. Cunha, Rodrigo Braga Moruzzi

Resumo


As primeiras populações foram fixadas próximas aos rios e com o crescimento destas e acréscimo de áreas impermeabilizadas, houve a supressão das áreas de várzea, alteração da dinâmica dos cursos d’água e, por conseguinte, ocorrência de inundações. Assim, este trabalho tem como objetivo verificar a interferência do uso da terra nas inundações na área urbana da bacia hidrográfica do Córrego da Servidão, Rio Claro (SP), em diferentes cenários, ou seja, sem canalização deste córrego (1958), em cenário em que o córrego foi canalizado (1972) e no cenário atual (2006). Os resultados indicaram que o aumento da impermeabilização, pelo crescimento da cidade de Rio Claro, foi o responsável pelos primeiros eventos de inundação do município. O poder público vem realizando algumas obras de engenharia e transferindo grande parte dos problemas relacionados com as inundações para áreas a jusante, onde hoje as inundações ocorrem.


Palavras-chave


Bacia hidrográfi ca; Drenagem urbana; Uso da terra; Inundações

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20502/rbg.v13i2.252

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Geomorfologia ­ RBG (Rev. Bras. Geomorf. ­ Online ­ ISSN: 2236­5664) | Copyright © 2010 | Todos os direitos reservados