RELACIONAMENTO ENTRE A MUDANÇA DA REDE DE DRENAGEM DEVIDO À CONSTRUÇÃO DE ESTRUTURAS URBANAS E O SURGIMENTO DE VOÇOROCAS NO BAIRRO DO JARDIM BOTÂNICO NO DISTRITO FEDERAL

Leonardo Figueiredo de Freitas, Renato Fontes Guimarães, Osmar Abílio de Carvalho Junior, Roberto Arnaldo Trancoso Gomes

Resumo


A alteração da superfície do terreno em decorrência da urbanização, por meio da instalação de estruturas como arruamentos e edificações, altera significativamente a dinâmica do escoamento superficial. Uma das consequências dessa alteração é a concentração do escoamento, o que pode desencadear o aparecimento de processos erosivos, como ravinas e voçorocas. Nesses processos além dos impactos a jusante, o avanço das erosões ameaça a própria estrutura urbana. O presente trabalho tem como objetivo aplicar um método desenvolvido para identificar zonas suscetíveis à ocorrência de processos erosivos no bairro do Jardim Botânico no Distrito Federal. O método é baseado na definição de dois cenários: (a) pré-urbanização e (b) pós-urbanização. Para estes cenários foram gerados modelos digitais de terreno e mapas de fluxo acumulado. A partir da subtração dos mapas de fluxo acumulado foram apontadas as zonas que receberam aumento ou redução do fluxo em decorrência da urbanização. O resultado dessa análise ficou altamente correlacionado com as erosões identificadas, bem como se constatou que a declividade é fundamental na definição das zonas suscetíveis. Esse método pode ser utilizado para auxiliar no planejamento de novas áreas de expansão urbana, ou, para replanejar áreas já existentes, em regiões com características semelhantes as do Distrito Federal.

Palavras-chave


modelo digital de terreno, mapa de fluxo acumulado, erosão, hidrologia urbana, drenagem urbana.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20502/rbg.v13i4.294

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Geomorfogia ­ RBG (Rev. Bras. Geomorf. ­ Online ­ ISSN: 2236­5664) | Copyright © 2010 | Todos os direitos reservados