APLICAÇÃO DE MODELAGEM GEOESTATÍSTICA POR KRIGAGEM PARA MAPEAMENTO DO RELEVO EXPOSTO E DO PALEO-RELEVO SOTOPOSTO À BACIA SEDIMENTAR DE CURITIBA (PR)

Edison Archela, Silvano César da Costa, Jaqueline Aparecida Raminelli

Resumo


Este trabalho tem por objetivo apresentar o produto cartográfico em 2D e 3D dos relevos, atual e pretérito, na área de abrangência das exposições dos sedimentos pertencentes à Bacia de Curitiba. Paralelamente foi construído o mapa do relevo atual seguindo a mesma metodologia empregada na obtenção do mapa do paleo-relevo; sendo que esse procedimento contribuiu para se estabelecer elos comparativos entre os dois produtos cartográficos, permitindo conclusões e interpretações acerca das características dos relevos e da tendência geológico-estrutural da superfície enterrada; bem como, testar a confiabilidade do modelo matemático, uma vez que o relevo atual é bem conhecido. Para este estudo, foram utilizados dados provenientes da perfuração de poços tubulares profundos para explotação de água subterrânea na Região Metropolitana de Curitiba. Os dados foram trabalhados em software computacional utilizando-se do método de interpolação da “krigagem”. Os resultados mostraram que: 1) o mapa do relevo atual, obtido por aproximação a partir de dados pontuais aleatórios, mostrou-se fidedigno quando comparado com cartas topográficas obtidas por topografia convencional; 2) as feições geomorfológicas do paleo-relevo enterrado apresentam características muito semelhantes daquelas observadas no relevo atual; 3) o “trend” estrutural do embasamento sotoposto aos sedimentos, com evidentes linhas de estruturação de blocos na direção NNE-SSW, reforçam a tese de uma gênese tectônica para a Bacia de Curitiba, associando-a as demais bacias tafrogênicas que compõem o “Rift Continental do Sudeste do Brasil”; e 4) As principais drenagens pretéritas assemelham-se muito às atuais, não só nas distribuições geográficas, mas principalmente na função de agentes de transporte e retrabalhamento dos sedimentos aluviais, ocupando os depocentros alinhados do paleo-relevo.

Palavras-chave


Bacia Sedimentar de Curitiba; paleo-relevo; Formação Guabirotuba; krigagem

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20502/rbg.v14i1.375

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Geomorfogia ­ RBG (Rev. Bras. Geomorf. ­ Online ­ ISSN: 2236­5664) | Copyright © 2010 | Todos os direitos reservados