OS SISTEMAS ÚMIDOS NA PAISAGEM DE CHAPADA, O USO DA TERRA E DESAFIOS DA PRESERVAÇÃO AMBIENTAL / Waterlogged systems in landscape of flat plateau, and challenge for environmental conservation

Diego Alves de Oliveira, Vânia Rosolen

Resumo


Os sistemas úmidos - veredas e murundus - nas superfícies das chapadas do oeste mineiro correspondem a depressões topográficas com afloramento de lençol freático e funcionam como nascentes de rios. São feições geomorfológicas de reconhecida importância para a conservação da flora e fauna endêmicas, dos solos com elevados teores de carbono orgânico e manutenção da quantidade e qualidade dos recursos hídricos. Na área desta pesquisa, por estarem localizados em região de expansão da fronteira agrícola, o cultivo intensivo praticado desde 1970, ultrapassou os limites de ocorrência dos solos lateríticos e ocupou as zonas de transição com os sistemas úmidos que deveriam compor as Áreas de Preservação Permanente (APP), com o objetivo primordial de proteger estas áreas com alta vulnerabilidade à degradação. Somando-se a este processo, o histórico de mudanças do Código Florestal Brasileiro com suas modificações e indefinições em relação a estes sistemas, dificultam o ordenamento de uso da terra e a conservação.


Palavras-chave


chapada; vereda; código florestal

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20502/rbg.v15i2.450

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Geomorfogia - RBG (Rev. Bras. Geomorf. - Online - ISSN: 2236-5664) | Copyright © 2012 | Todos os direitos reservados