A INFLUÊNCIA DE UMA ESTRUTURA DE IMPACTO NA MORFODINÂMICA DA BORDA MERIDIONAL DO PLANALTO PAULISTANO: O CASO DA CRATERA DE COLÔNIA, EM SÃO PAULO-SP / The influence of an impact structure on the southern edge of the Paulistano Plateau morphodynamics: the case of Colônia crater in São Paulo-SP

Andre Henrique Bezerra dos Santos, Déborah de Oliveira

Resumo


O trabalho tem como objetivo compreender a influência de uma estrutura de impacto pliocênica a oligocênica na morfodinâmica da borda meridional do Planalto Paulistano, em São Paulo (SP), onde se localiza a cratera de Colônia. Com 3,6 km de diâmetro e forte circularidade, a morfologia da cratera é singular na região, na qual predominam morros de topos convexos, esculpidos sobre o embasamento cristalino e sob climas predominantemente úmidos no Quaternário. Elabora-se uma caracterização de elementos sugestivos de condicionamento geológico do relevo e da drenagem, por meio de fotointerpretação, trabalhos de campo e análises morfométricas de Modelos Digitais de Elevação (MDEs). Conclui-se que as deformações produzidas pelo impacto às rochas da região se estendem para além das bordas da cratera, refletindo no estabelecimento de uma rede de drenagem de padrão anelar em seu entorno, sobre as estruturas derivadas do impacto superpostas às estruturas regionais de direção predominante ENE. Além disso, a proeminente assimetria altimétrica de sua crista, mais elevada a SW que a NE, é interpretada como resultado da maior degradação do relevo a NE, conforme apontado a partir de dados geofísicos de seu embasamento.


Palavras-chave


estrutura de impacto; condicionamento estrutural do relevo; evolução do relevo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20502/rbg.v16i4.617

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Geomorfogia ­ RBG (Rev. Bras. Geomorf. ­ Online ­ ISSN: 2236­5664) | Copyright © 2010 | Todos os direitos reservados