Avaliação Multitemporal da Susceptibilidade Erosiva na Bacia do Rio Urucuia (Mg) Por Meio da Equação Universal de Perda de Solos.

Clarisse Lacerda Mata, Osmar Abílio de Carvalho Júnior, Ana Paula Ferreira de Carvalho, Roberto Arnaldo Trancoso Gomes, Éder de Souza Martins, Renato Fontes Guimarães

Resumo


A Equação Universal de Perda de Solos (EUPS) é um modelo de predição de perda de solo segundo um produto da erosividade da chuva, Fator R, da erodibilidade do solo, Fator K, do comprimento de rampa, Fator L, da declividade da vertente, Fator S, da cobertura e do manejo, Fator C, e das práticas conservacionistas, Fator P. Esta metodologia de predição de perda de solos, tem também tem sido utilizada como um instrumento de avaliação de risco à erosão e como medida de planejamento em bacias de uso agrícola. Assim, o presente trabalho tem por objetivo identificar as mudanças da erosão do solo na Bacia do Rio Urucuia, Minas Gerais, Brasil, através dos resultados da EUPS para 1987 e 2007. A Bacia do Rio Urucuia é tributária da Bacia do Rio São Francisco, com aproximadamente 25.000 km², contribui com 10% de vazão e 18% da carga de sedimentos. A metodologia usou o SIG para obtenção do Fator Topográfico (LS) e o Sensoriamento Remoto para a determinação dos fatores de cobertura e  manejo (C) e práticas conservacionistas (P). A classificação das imagens Landsat-TM foi feita pelo método ISODATA para dois anos, 1987 e 2007. A análise multitemporal determinou para a área estudada a ocorrência de mudanças significativas na erosão do solo, no final de vinte anos. O fator mais significativo para a degradação e erosão foi o aumento das áreas agrícolas. Os resultados mostram a distribuição espacial das distintas áreas propensas à erosão na bacia, onde práticas conservacionistas são fundamentais na prevenção da perda de solo por erosão. A análise é importante para o planejamento ambiental, e pode dar subsídio ao estabelecimento de cenários que visem o desenvolvimento sustentável da bacia.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.20502/rbg.v8i2.94

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Geomorfogia ­ RBG (Rev. Bras. Geomorf. ­ Online ­ ISSN: 2236­5664) | Copyright © 2010 | Todos os direitos reservados